Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Ir para data:


Efemérides - Nelson Vianna   
65597
Por Efemérides - Nelson Vianna - 18/1/2011 08:04:03

(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu pobre, materialmente pobre, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

18 de janeiro

1840 — Em sessão extraordinária da Câmara Municipal de Montes Claros de Formigas, José Antônio de Almeida Saraiva é reeleito Promotor do Conselho de Disciplina e Vicente José de Figueiredo, para o cargo de Secretário.
1861 — Sob a presidência do dr. Carlos José Versiani, tomam posse e prestam o compromisso do estilo os vereadores eleitos à Câmara Municipal de Montes Claros, que deverão servir no quatriênio de janeiro de 1861 a 7 de janeiro de 1865: dr. Carlos José Versiani, Presidente, tte. Cel. João Alves Maurício, Vice-Presidente; alferes José Fernandes Pereira Corrêa, Justino de Andrade Câmara e Serafim Gonçalves Guimarães. Tomaram posse os Juízes de Paz eleitos para o distrito da cidade: tte. Cel. Gregório José Velloso, José Guilherme dos Santos, Cândido Antônio Mendes e Mariano Soares de Toledo. O vereador eleito Revmo.Antônio Alves dos Reis tomaria posse a 8 de fevereiro de 1861; Simeão Ribeiro da Silva, e cel. José Rodrigues Prates, a 16 de fevereiro do mesmo ano.
1885 – O “Correio do Norte” desta data noticia que será aberta uma nova rua – a da Ponte Nova, hoje Cel. Celestino – a fim de dar acesso à ponte sobre o rio Vieira, que está sendo construída por Camilo Luiz de Carvalho.
1893 – Antônio Augusto Corrêa Machado toma posse do cargo de Secretário da Câmara Municipal de Montes Claros.
1897 – Alberto Scheriner é nomeado Ajudante provisório do 4º Distrito de Terras e Colonização, com sede na cidade de Montes Claros.
1898 – Francisco Durães Coutinho é provido na serventia vitalícia de Contador e Distribuidor da Comarca de Montes Claros, em substituição ao major Simeão Ribeiro dos Santos, que da mesma desistiu a 19 de novembro de 1897.
1912 – Falece, na sua fazenda de Camarinhas, o major Eugênio Lopes da Silva. Nasceu no antigo distrito do Brejo das Almas a 21 de janeiro de 1853, filho de Alexandre Francisco da Costa e dona Ana Lopes da Silva. Casou-se, em primeiras núpcias, com dona Jovita Gonçalves Pereira e, em segundas, com dona Gabriela Versiani. No princípio de sua vida foi vaqueiro, depois tropeiro, entregando-se alfim à lavoura e à pecuária, tornando-se fazendeiro e criador. Foi vereador à Câmara Municipal de Montes Claros.
1917 – Pela lei municipal nº 298, fica o Agente Executivo do município de Montes Claros autorizado a mandar construir um pontilhão sobre a baroca do Jenipapo, na estrada que vai à ponte do Melo, e a desapropriar uma faixa de terreno para permitir o alinhamento da referida via pública.
1953 – Sob a presidência de S. Excia. Revma. Dom Luiz Victor Sartori, Bispo de Montes Claros, realiza-se uma assembléia geral e extraordinária para a eleição da nova Mesa Administrativa da Irmandade de Nossa Senhora das Mercês, desta cidade, para os exercícios de 1953, 1954 e 1955, sendo o dr. Luiz Pires Filho eleito Provedor da Santa Casa.
1959 – Falece dona Antônia Rodrigues Rocha. Nasceu em Canabrava, no antigo distrito de Brejo das Almas, do município de Montes Claros, a 15 de fevereiro de 1872, filha de Antônio José Rodrigues e dona Hygina Pereira de Vasconcelos. Casou-se, em primeiras núpcias com Cesário Rocha e, em segundas, com Manoel Inácio da Cruz, ambos fazendeiros no município de Montes Claros.




Selecione o Cronista abaixo:
Avay Miranda
Iara Tribuzi
Iara Tribuzzi
Manoel Hygino
Afonso Cláudio
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Dário Teixeira Cotrim
Davidson Caldeira
Edes Barbosa
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaías
Isaias Caldeira
Ivana Rebello
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz Cunha Ortiga
Luiz de Paula
Manoel Hygino
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Luiza Silveira Teles
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Walter Abreu
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira