Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Profanação e saques - continuados - contra imagens e símbolos do maior cemitério de M. Claros, com uso de guindaste e caminhão, viram reportagem de destaque em BH

Sábado 25/09/21 - 12h16


Jornal Estado de Minas, de BH:


PROFANAÇÃO
Bandidos furtam imagem de bronze de Jesus de cemitério em Montes Claros
Segundo a polícia, peças têm sido roubadas para ser revendidas como ferro-velho

Luiz Ribeiro

Nem os mortos escapam dos ladrões. Cristo, também não. Uma estátua de Jesus Cristo feita de bronze, de mais de 1,6 metro, foi furtada em um túmulo do Cemitério do Bomfim, em Montes Claros, no Norte de Minas, nesta semana. A família dona do jazigo registrou o furto em boletim de ocorrência pela Polícia Militar (PM).


O caso está sendo investigado pela Policia Civil e foram constados ataques a outros túmulos no sepulcro, de onde os criminosos estão retirando as peças de bronze para a venda como ferro-velho (no quilo).

A família reclama de falta de vigilância no local e de “descaso” por parte do Poder Público. Por sua vez, a própria Prefeitura de Montes Claros, por meio de nota, informou nesta sexta-feira (24/09), que os cemitérios públicos da cidade “há décadas, sofrem com ação de vândalos e ladrões”. Mas, prometeu solução.

A prefeitura anunciou vai reforçar a segurança dos cemitérios, com melhoria da iluminação, ampliação da altura dos muros e instalação de cerca de concertina.

A fisioterapeuta Simone Frota Machado Melo, da família do jazigo atacado, disse que a estátua em “tamanho natural” de Cristo foi furtada no Cemitério do Bonfim na madrugada entre quarta-feira (22/09) e quinta-feira. A família foi comunicada da retirada do monumento do local na manhã de quinta, quando registrou o boletim de ocorrência da PM.

“A nossa família ficou abalada com essa situação. A informação que recebi é que nos últimos dias roubaram monumentos de uma quadra inteira do Cemitério do Bonfim. Outras famílias também estão sendo vítimas desse tipo de furto. Isso é uma falta de respeito com os mortos”, afirmou Simone Melo.

Ela denunciou o crime por meio de uma postagem numa rede social, recebendo o apoio e solidariedade de muitas pessoas.

A fisioterapeuta afirma que, pelo peso da estátua roubada, várias pessoas participaram do furto. “Pelo jeito, usaram até guindaste para o transporte da peça em cima da carroceria de um caminhão”.

Simone Melo reclama da falta de vigilância no Cemitério do Bonfim, o mais antigo da cidade, que pertence à prefeitura e fica situado ao lado do Cemitério Jardim da Esperança, que também é municipal.

“Acho que existe um certo descaso da prefeitura com a segurança no cemitério. Tem que se entender que é um patrimônio público que está sendo roubado”, diz a fisioterapeuta, lembrando que a estátua de Jesus Cristo furtada tinha sido instalada no jazigo há 62 anos.

A reportagem do Estado de Minas visitou os cemitérios municipais do Bonfim e Jardim da Esperança nesta sexta-feira. O administrador dos dois logradouros, José Geraldo Dias, disse que o furto das imagens e de outras peças de bronze no Cemitério do Bonfim já se tornou algo recorrente no local.

A administração dos cemitérios guarda em uma sala nove estátuas de santos, feitas de bronze, que os ladrões retiraram dos túmulos, mas acabaram abandonando em outros locais do cemitério do Bonfim, por não conseguir carregá-las.

Segundo o administrador, atualmente os cemitérios do Bonfim e Parque Jardim da Esperança contam somente com dois vigilantes, que têm que monitorar uma área de 140 mil metros quadrados (14 hectares), onde existem cerca de 25 mil túmulos.


Para impedir o trabalho da vigilância, os ladrões de estátuas e outros objetos de valor dos jazigos, adotam a tática de, no meio da madrugada, cortam a fiação elétrica dos dois cemitérios. Assim, eles aproveitam e atacam os túmulos no meio da escuridão, sem serem identificados.

José Geraldo Dias negou descaso da prefeitura de Montes Claros diante da falta de segurança nos cemitérios públicos e garantiu que estão sendo tomadas providências para resolver o problema.

Resposta

Procurada pela reportagem do EM, a Prefeitura de Montes Claros divulgou nota, na qual afirma que os cemitérios públicos da cidade, “há décadas, sofrem com ação de vândalos e ladrões”.

“Isso acontece apesar da presença de vigilância 24 horas no local e das constantes rondas realizadas pela Guarda Municipal. Porém, a grande extensão dos cemitérios e o fato de serem espaços totalmente desertos à noite dificultam a vigilância”, alega a administração municipal.

Para resolver o problema, diz a nota, “a prefeitura irá fazer novos investimentos nos cemitérios, incluindo a ampliação da altura do muro, a instalação de concertina, melhorias na iluminação e reforço na segurança. O controle de acesso será ainda mais criterioso. Além disso, a rede elétrica passará a ser aérea, para evitar o roubo de fios, que colaboram para tornar o local mais escuro”.


SEM PISTAS

Os ladrões conseguiram levar uma estátua de mais de 1,6 metro de Jesus Cristo do Cemitério do Bonfim sem deixar pistas.

Nesta sexta-feira, enquanto a reportagem do EM estava no cemitério, um homem que trabalha no local prestando o serviço particular de cuidar de túmulos afirmou que, no final da de tarde de quarta-feira (22/9), viu dois homens em situação suspeita perto do tumulo onde retirada a estátua de Cristo.

“Vi dois caras estanhos aqui quando o cemitério estava perto do horário do fechamento (18h). Eu até achei que a guarda iria fazer alguma coisa para saber o que estavam fazendo aqui dentro”, afirmou o cuidador de túmulos. Ele afirmou que se lembra que um dos homens usava camisa vermelha, sem ter maiores pistas.

Nesta sexta-feira, o delegado regional de Montes Claros, Herivelton Ruas, informou que a Policia Civil, com base no boletim de ocorrência, instaurou um inquérito para apurar a retirada da estátua de Cristo e outros furtos no Cemitério do Bonfim. Ele disse que uma equipe iniciou as diligências para identificar os responsáveis pelos crimes, mas ainda não tem pistas.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais